terça-feira, 10 de novembro de 2009

365 dias de cidadania

Faz hoje precisamente 1 ano que foi criado este blog, com um post sobre o estado de abandono da muralha de Porto Pim e a rua onde a mesma se encontra. Mal sabia que o resultado seria a intervenção que todos conhecemos e da qual não vale a pena falar mais.
Geralmente é nestas ocasiões que se apresentam alguns dados a fim de fazer um balanço das actividades. Ora o HORTA XXI não gostaria de ser excepção e aproveitamos a deixa para fazer um pequeno ponto de situação.
No período de 1 ano foram apresentadas diversas propostas concretas para a resolução de problemas, tais como o reordenamento do trânsito da cidade da Horta e a requalificação da Travessa do Porto Pim. Foi igualmente dado um passo importante na participação pública, através da iniciativa de uma petição solicitando um repensar nas formas de circulação da cidade, que reuniu 100 subscritores. Foram discutidas várias questões ligadas ao urbanismo e património, tais como aproveitamento de espaços públicos inutilizados, cores dos edifícios da cidade da Horta, etc, tendo surgido algumas ideias bastante interessantes para tornar esta cidade ainda mais apetecível. O HORTA XXI foi igualmente co-responsável pela organização das Jornadas Europeias do Património, cujas iniciativas permitiram dar a conhecer o valor patrimonial da baía de Porto Pim, bem como momentos inesquecíveis durante uma noite de luar no Forte de São Sebastião. Finalmente forma criadas condições para a formação de uma associação de salvaguarda do património faialense.
Com um balanço destes, existem razões para estarmos satisfeitos com a existência deste blog e sentirmos vontade de continuar a melhorar.
Infelizmente, como deverão ter reparado, a participação neste espaço de discussão pública tem sido incrivelmente reduzida. Ultimamente tenho sido o único dinamizador deste blog, lançando temas para discussão. Deverão igualmente ter reparado que os comentários têm sido escassos ou mesmo nulos.
Apesar deste blog ter sido criado por 1 elemento, foram convidados diversos cidadãos para contribuirem para este blog. O propósito era criar um espaço de discussão, com diversos pontos de vista, gerando debate e troca de ideias. Quando um blog tem apenas um dinamizador torna-se um blog de autor. O HORTA XXI não é, nem pretende ser, um blog de autor.
Quando um blog de discussão pública não gera discussão, deixa de ser um espaço de debate e passa a ser um espaço de deambulações do(s) seu(s) autor(es). Ao colocar posts que não são alvo de comentários, podemos assumir que os mesmos são verdade irrefutáveis e, como tal, não discutíveis, ou então que os mesmos merecem a mesma atenção que os brados de um pobre louco que grita contra o mundo, que todos, com uma ponta de comiseração, fazemos o possível por ignorar.
Quem me conhece sabe que, apesar da convicção com que defendo os meus pontos de vista, não acho que os mesmos sejam inquestionáveis e muito menos indiscutíveis, pelo que actualmente que a minha participação exclusiva neste blog me deixa muito próximo da situação da célebre personagem do vídeo ao lado.
Como deverão ter percebido, este longo post tem como objectivo apelar a uma maior participação de todos os que acompanham este espaço, e em particular aos restantes contribuidores, de forma a que o mesmo se torne novamente um espaço de discussão pública.
Caso se verifique que o blog deixou de fazer sentido, naturalmente que o mesmo terminará. Se fôr esse o caso gostaria de, antecipadamente, agradecer a todos os participantes e contribuidores que ao longo de quase 1 ano participaram neste espaço que, como é óbvio, teve consequências tão positivas.
Para terminar, gostaria apenas de relembrar que só é possível ter uma sociedade mais justa e saudável se existir um verdadeiro sentido de cidadania, o qual implica o envolvimento da sociedade civil, que somos todos nós.
Até breve...

8 comentários:

geocrusoe disse...

Miguel
Compreendo a tua amargura, mas não concordo com ela.
O Horta XXI tem sido um sucesso, não só pelos temas que coloca, mas porque também teve intervenção activa na sociedade.
Não teve a quantidade de comentadores que esperavas, mas tal não me surpreendeu. Estás numa sociedade muito marcada pela proximidade entre o poder político e o cidadão, mas a maturidade da democracia não é tão grande que impeça receios por parte de quem emite opiniões públicas.
Todavia sabes que a diversidade de visitantes anónimos deve ser bem superior, por existirem referências noutros espaços de ideias vindas deste blog, mesmo em instituições oficiais.
Quanto à participação dos convidados, é verdade que tal foi menor que o desejado, mas não me sinto atingido pelo desabafo, pois intencionalmente reservei-me ao entrar activamente, quase no início do ano, num projecto político e não quis que o Horta XXI fosse acusado de ser uma janela desse projecto.
Terminado o primeiro embate público da causa, referi que a curto prazo iria retomar a minha participação, sabes inclusive o tema, mas ainda não deu. É que continuo envolvido em várias actividades e não prescindo da restante intervenção para me dedicar a este espaço e o tempo não é tão relativo como o da teoria.
Já agora, um conselho, existem muitos outros blogues, de qualidade e temática variada, não és também muito participativo, demonstra que não tens receio e vai por essa blogosfera insular dar as tuas opiniões, luta sem medo de te colocarem rótulos e verás que o Horta XXI é automaticamente mais visitado e participado.
Mantenho que o blog tem condições para se manter vivo e activo. Força e parabéns pela iniciativa

MJS Freelancer disse...

Muitos parabéns por este ano de contributo.
Espero segui-lo por muitos mais.

Grifo disse...

Parabéns pelo excelente trabalho!

quando ao resto... Esta baixa de comentários pode ter sido causada por um redução na quantidade de posts e tbm por não se falarem de problemas muito concretos e visíveis...

amg disse...

Boa noite
começo por dizer que estou fora do Faial, embora tentando acompanhar o que por aí se faz.
Já assisti á morte de um blog faialense, que lia periódicamente, embora não tenha comentado nada.
Embora aqui as razões me pareçam diferentes, a questão estará na participação (comentários) ou na leitura dos post´s?
Se continuar a ter visitantes, é porque a sua escrita tem leitores (verdade «La Palisse»).
Pessoalmente, por vezes não comento não por estar fora, e poder não ter a «sensibilidade» para o tema/assunto, mas por não me sentir «á altura» dos seus post´s (que diga-se são muito mais do que bem escritos).
E também lhe digo que prefiro ler um blog sem comentários do que outros «por aí» cheios de verborreia que só demonstram ignorância que paira por todo o lado.
Se tem visitantes continue.
cumptos e parabéns pela data
amg

Mário Moniz disse...

A quantidade de visitantes, para um "blog" desta natureza, a trazer temas muito específicos, duma ilha desta dimensão, seria, só por si, motivo de continuidade e orgulho dos seus autores.
Mas há mais: a qualidade e pertinência dos "post" são outro motivo para vos pedir que continuem.
O facto de não haver os comentários que desejariam, penso eu que se prendem com alguma inibição pela especificidade do tema e não pelo interesse na sua leitura.
Bem hajam pelo serviço prestado a esta terra, e não só.
Um abraço amigo.

tomas disse...

parabéns!

1 ano de actividade, de posts interventivos e de comentários pertinentes

e que continue a crescer!

miguel valente disse...

A todos os que comentaram este post, muito obrigado pelo apoio.
Na realidade o desabafo não era propriamente dirigido aos visitantes e comentadores mas principalmente aos restantes contribuidores, pelo facto de terem deixado de colocar posts, tendo o blog perdido a sua riqueza em pontos de vista.
Creio que agora estamos no bom caminho e esperamos continuar a contribuir para a participação pública desta ilha.

Ma-nao disse...

Parabéns ao Horta XXI!
Como contribuidora (faltosa) resta-me fazer um mea culpa. As razões para a minha fraca participação e contribuição são conhecidas do Horta XXI e não vão melhorar antes de 2010 - espero que não mais tarde! :)
Mas penso que este espaço é muito interessante, tem com certeza valor e utilidade na defesa e promoção da cidadania e merece continuar - continuar a existir e continuar a permitir que a participação cívica ganhe raízes e se desenvolva.
Mais uma vez, Parabéns!