terça-feira, 11 de novembro de 2008

porto pim digital (positivo)

Ao contrário da muralha, o forte de porto pim foi alvo de obras de reabilitação, por parte da junta de freguesia das angústias, com o apoio da CMH e da SRHE sendo que o mesmo alberga um centro digital para a juventude, mediante um protocolo com a APADIF. Apresento esta situação como um exemplo a seguir, uma vez que a utilização dos espaços patrimoniais para actividades públicas é meio caminho andado para a sua protecção e conservação. Os espaços fechados têm tendência para se degradarem, ao contrário dos espaços usados, de forma cívica e racional, que vão sendo mantidos pelos utilizadores. Estão as entidades envolvidas neste processo de parabéns. Atrever-me-ia a sugerir que o espaço em frente ao referido forte seja concessionado, durante os meses de Verão, à Padaria Popular, para ocupação de esplanada, ficando a manutenção e limpeza da mesma a cargo do concessionário.

4 comentários:

LB disse...

Este é, de facto, um bom exemplo, que faz todo o sentido e que se deveria repetir noutros casos, como no da antiga sede do Grémio Literário do Artista Faialense. O que não faltam pelo Faial são pedaços do nosso património a cair aos bocados, à espera que alguém os junte antes que se estilhacem irremediavelmente. Mas há que ter muito cuidado com a recuperação. Já repararam no que está a acontecer nas ruas adjacentes ao Largo do Bispo, zona antiga da cidade da Horta? Eu diria que é um renascer sem História, ou melhor, o apagar da História...

geocrusoe disse...

lmjv aqui estão mais dois endereços sobre urbanismo http://cidadanialx.blogspot.com/ e http://www.viveraltadelisboa.blogspot.com/

o último já eu conhecia por ter um colaborador visitante do geocrusoe.

maugastamanhas disse...

Um dos factores que contribui para a qualidade do urbanismo em Portugal e, portanto, para existência de blogues como este:
Para se licenciar um edifício é necessário verificar as condições contidas em cerca de três mil artigos e mais de 120 anexos, distribuídos por dezenas de decretos, portarias e regulamentos municipais.

Pseudocódigo disse...

É um começo para a requalificação dessa baía. Mas também só se ouve falar de requalificações, reordenamentos. Hihi O mar costuma ser mauzinho junto a esse portão.