segunda-feira, 16 de março de 2009

reordenamento do trânsito da cidade

Como é do conhecimento de todos, dentro em breve vão ser iniciados os trabalhos de implementação do saneamento básico. Devido ao nível de intervenção, creio que faz todo o sentido aproveitar esta oportunidade para repensar e requalificar os arruamentos da cidade. Com vista a esse objectivo elaborei, juntamente com a Ma-nao uma proposta de reordenamento do trânsito na cidade, o qual espero que sirva de base para uma discussão neste blog de forma a chegar a uma proposta coerente que será apresentada à Câmara Municipal.
Neste estudo a circulação está dividida em 4 níveis diferentes;
-Trânsito automóvel interdito (vermelho): ruas que serão, ou já são, de uso exclusivo pedonal.
-Trânsito auomóvel condicionado nível 1 (laranja): ruas com trânsito automóvel exclusivo a moradores ou veículos autorizados, com colocação de monges com elevador nas entradas das ruas.
-Trânsito automóvel condicionado nível 2 (amarelo): ruas com trânsito automóvel livre com velocidade limitada a 30km/h e prioridade total dos peões.
-Trânsito automóvel livre (verde): ruas com trânsito automóvel livre com velocidade limitada a 50Km/h e existência de passadeiras para passagem de peões.
Nas ruas de trânsito automóvel condicionado (ambos os níveis) propõe-se a eliminação de desníveis entre passeios e arruamento, de forma a que tudo seja passeio, com as devidas marcações de circulação e estacionamento. Creio que com esta solução os automobilistas sintam que estão a circular em zonas pedonais reduzindo assim a velocidade e aumentando os cuidados com os peões.
Como se poderá observar, na proposta apresentada alteramos alguns sentidos de circulação.
Ao nível da Av. 25 de Abril, e tendo em conta da sua importância, propomos que em alguns troços da mesma a circulação automóvel seja feito junto às construções existentes, criando duas bolsas de trânsito automóvel interdito, nas quais poderão ser criados espaços para jardins, esplanadas, parques de estacionamento, etc.
Uma vez que várias cabeças pensam melhor do que duas, agradecíamos que contribuissem para o melhoramento desta proposta.

10 comentários:

Grifo disse...

Não concordo com o corte da avenida 25 de Abril, visto que é uma importante artéria, que liga o porto da Horta, a marina e a futura marina à cidade da horta. Acho mais proveitoso a recuperação dos jardins já existentes ao corte de uma estrada seria um grande incomodo para as viaturas e acho que melhoraria pouco a cidade para os pões, só atrasando transportes e cargas e descargas, visto que ficariam entupidos em vez de circularem com rapidez, acho que as zonas a laranja do centro da cidade deviam passar para vermelho e os entroncamentos actuais dessa zona passavam a ser amarelos...

Na parte a amarelo do porto até ao monde da guia acho que deveria ser a verde, visto que é uma zona importante para cargas e descargas de mercadorias com passagem de pesados, existindo espaço para fazer uma ciclovia e passeios largos na maior parte do percurso...

A rua da ladeira já é praticamente um condicionado nível 1, seria um desperdício de dinheiro em maquinas...

Proponho também a colocação de semáforos no entroncamento entre a rua consul dabney e a rua Vasco da Gama, para ajudar na circulação automóvel que ira piorar nas horas de ponta.

miguel valente disse...

Ao Grifo,
Relativamente à Avenida 25 de Abril, nesta proposta não existe corte de trânsito, mas sim dois desvios ao traçado actual, nas zonas onde o percurso alternativo actual está à mesma cota que a Avenida. Estes dois desvios seriam feitos com as concordâncias correctas, de forma a permitir a fluidez do tráfego. Naturalmente, o facto de não ser uma recta evitará o excesso de velocidade.
Relativamente à rua da Ladeira, o troço assinalado a vermelho é o que já é vermelho, pelo que única alteração é o restante troço passar a ser laranja, ou seja, exclusivo a moradores.
Nas zonas laranja do centro da cidade, as mesmas são só para moradores ou veículos autorizados, logo com um fráfego extremamente reduzido. Não faz sentido proibir totalmente o trânsito automóvel em troços tão compridos e que servem tanta gente. Seria o melhor caminho para a desertificação da cidade, uma vez que nínguém quer viver numa rua onde tem que andar algumas centenas de metros a pé até chegar à sua casa.
Estrada de acesso ao Monte da Guia. fluídez não significa excesso de velocidade, e de facto os veículos pesados que vão para o cais de cargas muitas vezes vão em excesso de velocidade. Infelizmente não existe largura para fazer uma ciclovia, uma vez que ambos os lados da estrada estão limitados por construções.
Semáforos. São poucas as alturas em que existe uma concentração de tréfego no entroncamento entre a rua Consul D'Abney e a rua Vasco da Gama, pelo que acho que um policia sinaleiro durante esses períodos é mais eficaz do que um semáforo, uma vez que tem capacidade de decisão de forma a escolher a melhor forma de escoar o trânsito.

tomas disse...

concordo em absoluto!
força aí!!

ou melhor... quase em absoluto
(a rua nova e a rua da rosa não ficavam nada mal a laranja,
promovendo o acesso à praia junto à fábrica baleia)

Grifo disse...

Concordo com o Tomas

Acho que o acesso ao monte da guia se deveria manter igual, nem é uma estrada muito movimentada, para justificar um amarelo até porque é muito mais agradável dar um passeio a pé pela praia para se chegar ao monte ou então ir de carro, do que ir por aquela rua... do excesso de velocidade trata a policia.

Não percebo o porque da rua da ladeira a laranja, uma rua tão pequena, e com pouco interesse pronominal, um desperdício de € em maquinas como as que tem na marina, que só iria atrapalhar o transito...

concordo com o resto...

geocrusoe disse...

ao miguel
recebestes parte do meu comentário por e-mail anteriormente, não mudei muito a ideia, mas também não tive muito tempo para estudar.
Tenho dúvidas no que se refere à tua apreciação semáforo/polícia sinaleiro, mas apenas pela experiência quando passo nessa zona, não em teoria.

tomas disse...

ao grifo

o acesso ao monte da guia mantém-se igual
pintar de amarelo significa apenas que vai levar um sinal a limitar a velocidade e mais nada... certo?

quanto à rua da ladeira
acho que é uma zona que tem muitas potencialidades
pode-se transformar num belo passeio pedonal atravessando uma zona "very tipical"

Grifo disse...

Acho estranho colocar-se maquinas num beco para só deixar entrar moradores, existindo outros percursos para chegar ao mesmo local, e uma cidade inteira para ver...

Sim certo, mas só digo que acho desnecessário...

Grifo disse...

o ultimo paragrafo é sobre o Monte da guia e o primeiro sobre a rua da ladeira...

miguel valente disse...

Ao Grifo, a rua da Ladeira é importante que seja limitada a moradores, devido à existência do bar XF que leva diversas pessoas a tentar levar os carros até lá. Em termos de custos, dada a dimensão da intervenção ter essa rua com monges com elevador não significa um aumento de custo significativo.
Ao Grifo e Tomás, relativamente à rua Nova e rua da Rosa, desde o início que temos vontade de colocar estas duas ruas exclusivas a moradores, mas temos um certo receio de estar a "ir longe demais", no entanto, e uma vez que mais pessoas se manifestaram a favor desta solução, quando a proposta fôr apresentada à Câmara Municipal irá com estas duas ruas a laranja.

Grifo disse...

Acho que a rua do barão devia ser amarela... e de sentido único Sul-Norte...

Acho dispensável o bairro da pedreiras e da horteco amarelas...