quarta-feira, 11 de março de 2009

rua da Areinha Velha (Porto Pim)

Para quem acompanha este blog desde o início, concerteza deve lembrar-se que o post inaugural foi sobre a Travessa do Porto Pim. Tal como referido nesse post, a existência de diversos contentores de lixo, estacionamento anárquico, passeios estreitos, etc., têm fomentado queixas por parte dos moradores, nos quais estou incluído. De forma a tentar resolver esses problemas desenvolvi um estudo de reordenamento da referida rua, no qual proponho uma organização dos estacionamentos e da circulação de trânsito, e substituindo os actuais contentores de lixo por uma "ilha ecológica" (acho que é assim que chamam aos pontos de depósito de lixo enterrados).
O referido estudo foi enstusiasticamente recebido pela Junta de Freguesia e será entretanto apresentado à Câmara Municipal.
A razão porque coloco aqui este tema prende-se com a rua da Areinha Velha (rua do café-video de Porto Pim), uma vez que apresento duas propostas, uma com trânsito automóvel no sentido Este-Oeste (rua Nova-Travessa do Porto Pim) e outra proposta com trânsito cortado, em que a mesma seria alvo de uma requalificação, nomeadamente alargamento do muro existente, com colocação de "conversadeiras", calcetamento da rua e requalificação da esplanada.
São estas duas propostas que gostaria de colocar à discussão neste blog, de forma a verificar qual delas reune mais consenso, a fim de poder apresentá-la na reunião com a Câmara.
Solicitava aos participantes que justificassem as suas opções, de forma a criar uma discussão construtiva.

13 comentários:

Grifo disse...

não percebi qual é a rua?

Zero' À esquerda disse...

Proposta 1 sem dúvida, sem trânsito claro.

miguel valente disse...

Ao Grifo, infelizmente como o estudo está centrado na Travessa de Porto Pim, de facto a Rua da Areinha Velha não aparece na totalidade, aparecendo o suficiente para verificar a diferença entre trânsito cortado e trânsito num sentido. A rua em causa é um pequeno troço que surge no canto inferior direito de cada desenho. Se reparares, na proposta 1 não existem setas de sentido de circulação, existem algumas mesas (esplanada) e a ligação actual à Travessa de Porto Pim é substituída por um lugar de estacionamento afecto ao café de Porto Pim. Na proposta 2 mantém-se como está (passando a rua a ter apenas um sentido). Naturalmente que na proposta 2 continua a existir a esplanada, mas nas condições actuais.

Grifo disse...

Prefiro a primeira proposta e acho-a a melhor sem duvida, se as coisas forem para a frente a zona de Porto Pim seria mais agradável sem duvida.

Se existe-se uma proposta dessas para o centro da cidade seria muito bom...

geocrusoe disse...

Um dos problemas de quem conhece bem uma cidade é que por norma não necessita de saber os nomes das ruas, pelo que andei a investigar.
A proposta 1 parece mais agradável à primeira vista, contudo a sua implementação cria um embróglio no saco-da-doca, pois um carro que entre na rua nova voltaria ao início da rua pois teria de subir à rua da rosa e voltar para trás, ou seja, sendo localmente mais aprazível recomenda um reordenamento de trânsito mais abrangente do que apenas na travessa do porto pim.
a proposta 2 pode ser menos conseguida localmente, mas não interfere com a organização do trânsito da área do porto pim já existente e melhora em muito a rua em causa.
Assim, se pensarmos em pequena área, opto pela 2, se é para alargar o plano e repensar a envolvente a solução 1 é mais agradável.

Grifo disse...

o que consideras o saco da doca?

Não concordo contigo pelo facto de se cortarem ruas muito pouco movimentadas...

A ilha dentro de mim disse...

Apesar da rua sem trânsito da proposta 1 me seduzir bastante, acho que o Geocrusoe tem razão. Duvido que a Rua da Rosa suportasse o desvio de trânsito diário, sobretudo no Verão, altura em que sofre um acréscimo substancial. Julgo que para isso seria necessário repensar também a zona envolvente do lado Este, cujas ruas estreitas são também um quebra-cabeças. Proponho um acrescento à proposta 1: só permitir trânsito local (moradores) na Rua Nova e Rua da Rosa. Isso diminuiria bastante o tráfego e canalizaria os banhistas para a outra entrada de Porto Pim.
Continuação de bom trabalho,
LB

Grifo disse...

Eu no verão nunca reparei que existissem naquelas duas ruas muito transito... mas não sou morador...

geocrusoe disse...

saco da doca é a zona oposta à entrada da uma doca, no caso da horta, a vertente norte do monte queimado

miguel valente disse...

Naturalmente que escoar o trânsito da Rua Nova pela Rua da Rosa traz incómodos. É precisamente esse incómodo que irá permitir uma redução do trânsito da Rua Nova, a qual se pretende que seja mais vocacionada para os peões. Na proposta de reordenamento do trânsito da Horta que desenvolvi com a Ma-nao, e que será apresentada aqui na próxima semana, a Rua Nova e a Rua da Rosa são de trânsito condicionado nível 2 (em que a velocidade está limitada a 30Km/h e os peões e bicicletas têm prioridade total em todo o percurso). Uma boa parte das pessoas que utiliza a Rua Nova actualmente é para ir para a Travessa do Porto Pim, sem ter que dar a volta pelo lado Noroeste da baía. Se a Rua da Areinha Velha fôr cortada, grande parte do trânsito automóvel da Rua Nova desaparece, uma vez que deixa de existir esta alternativa mais cómoda. A solução é polémica, mas sou da opinião que não se deve condicionar uma utilização privilegiada para peões e para o lazer, para não causar alguns incómodos a alguns automobilistas.

geocrusoe disse...

miguel, eu percebo a tua ideia, não sei até se não terás mesmo razão, mas que pode ser um motivo de rejeição da proposta 1, pode. por isso chamei à atenção para a hipótese de se pensar em reordenar numa área mais vasta o próprio trânsito.
coloquei o horta XXI visível nos blogues que sigo, uma forma de divulgação sempre que haja novos posts.

tomas disse...

para mim não são duas propostas
é uma boa intervenção
e uma mini intervenção

e opto pela bela opção 1
de mini intervenções estamos nós fartos
a ilha ecológica do largo da câmara trouxe alguma melhoria
mas do que aquele largo precisava era de muito menos espaço para o automóvel
como sugeri no fazendo n.10
http://fazendofazendo.blogspot.com/2009/02/edicao-n10.html


a opção1 parece-me excelente
e a rua nova, sendo o seguimento natural da marginal da horta, merecia isso e muito mais
mas acho que já é um bom começo
grão a grão...
teremos uma cidade bem melhor

miguel valente disse...

Ao Tomás,
concordo contigo relativamente à dimensão da intervenção, sendo que esta é uma proposta de intervenção localizada para resolver um problema urgente que é a falta de ordenamento de uma rua bastante turística. Fico satisfeito por verificar que, na sua maioria, os visitantes deste blog são a favor de um corte de trânsito da rua da Areinha Velha, o que será enfatizado na reunião com a Câmara Municipal.
Quanto à reorganização do trânsito no centro da cidade, tal como informado num comentário anterior, pretendo colocar na próxima quarta-feira neste blog um estudo feito por mim e pela Ma-nao com esse fim, o qual servirá, espero, de base para uma discussão neste blog de forma a chegar-se a uma solução que melhore significativamente a circulação dos utilizadores do espaço público.